HOME HISTÓRIA NOTÍCIAS EVENTOS VÍDEOS WHAT'S UP? CALENDÁRIO RESULTADOS ENTREVISTAS HINO DO ZZ
 
ATÉ TALVEZ...

Ano de 87, quando éramos diretor de esporte da AABB Caruaru, trouxemos o futebol de mesa para aquele clube, apoiado pelo amigo Armando Pordeus que também exercia cargo na diretoria da nossa coirmã de Recife.

 Nessa época a regra a ser jogada era a de três toques, muito conhecida como REGRA CARIOCA. Uma semana antes, havíamos recebido a visita de um pessoal de Recife que jogava a regra de um toque, usando um disquinho em vez de bolinha.

O certo é que optamos pela regra da bolinha de feltro e dois meses depois já estávamos representando nosso clube no Campeonato Brasileiro, realizado em Brasília. Desnecessário dizer que a nossa participação não foi das melhores, entretanto um colega de time conquistou uma vaga entre os artilheiros daquele certame.

Os anos passaram!

Participamos de várias competições nacionais representando a nossa querida AABB, porém, como tudo na vida passa, tivemos que deixar o cargo de diretor daquela sociedade. Mudamos de cidade e nos afastamos por completo do jogo de botão que, naquela época, não era muito conhecido como futebol de mesa. Pelo menos para nós de Caruaru.

Voltando a morar na CAPITAL DO AGRESTE, recebemos o convite de um dos praticantes do futebol de mesa e ficamos bastante animados com a perspectiva de novas palhetadas.

 O interessante é que quando soubemos que não era mais a regra dos três toques, perdemos o entusiasmo, pois achávamos que a regra jogada atualmente era muito parecida com o famoso leva-leva, jogado quando dos tempos de criança.

 Mas, ao assistir a um jogo dessa regra, me apaixonei pelos campos usados. As mesinhas pintadas de verde, lembravam um lindo e perfeito gramado para a prática do soccer . Então resolvi voltar a jogar botão, agora futebol de mesa.

O que não sabia era que não mais era bem-vindo ao clube pelo qual tanto trabalhei. Soube que até reunião fizeram pra ver se me aceitavam ou não. O interessante era que havia até não-sócio julgando se um sócio podia ou não praticar um esporte oferecido pelo clube aos seus associados. Enfim entrei como dizem que São Pedro entrou no céu.

E muitas águas rolaram. Podemos dizer que tivemos bons e maus momentos. Chegamos a ser chamado de palhaço, bajulador, etc e tal... Então achamos que era chegada a hora de sair. E foi o  que fizemos. Saímos tristes porque deixamos pra trás uma coisa que tanto gostamos. Mas a vida é assim... LEVANTA, SACODE A POEIRA E DÁ VOLTA POR CIMA!

Existe uma velha máxima que diz: TODO MAL TRAZ UM BEM.

Pois bem! Criamos coragem e fundamos o NOSSO ZZFUTEMESA. Antes existia, porém não era reconhecido oficialmente. Hoje, nosso time tem registro, tem CNPJ e até estamos providenciando a gravação do nosso HINO. Já encomendamos as nossas camisas. Vai ficar uma belezura! Até imagino o amarelo do PP vestido com o nosso manto sagrado.  

E fizemos toda essa ladainha só pra falar no nosso terno. Falar não é o termo certo. Talvez mostrar seria o mais adequado.

Thank God...

  27/09/2018 - HELP PLEASE
  19/09/2018 - ASSIM É A VIDA...
  28/08/2018 - HOJE É DOMINGO...
  09/08/2018 - QUERO MEU ZEKACECH
  12/06/2018 - É MESMO????
  09/03/2018 - ETAPAS DO PE/2018
  22/01/2018 - Novidades
  20/09/2017 - RECORDAR É VIVER...
  31/08/2017 - EU BEM QUE FALEI
  07/07/2017 - MON DIEU!
  22/06/2017 - ISTO É BOM DEMAIS
  21/05/2017 - POR QUE NÃO?
  16/05/2017 - BOM, MAS CANSA
  10/03/2017 - ENFIM...
  13/02/2017 - VISÕES...
  12/02/2017 - COPA PE 2017