HOME HISTÓRIA NOTÍCIAS EVENTOS VÍDEOS WHAT'S UP? CALENDÁRIO RESULTADOS ENTREVISTAS HINO DO ZZ
 
E AGORA, JOSÉ?

Desde que começou esse imbróglio cuja meta era regularizar uma federação para o futebol de mesa em nosso Estado, sempre dissemos que não víamos saída para o caso tendo em vista as forças que estavam, e estão, em conflito. Pois, bem! Chegamos a divulgar que não víamos luz no final do túnel e fomos duramente criticados por essa afirmativa.

Aliás, fomos e somos bastante censurados e temos até receio que aqueles tempos áureos da CENSURA voltem a imperar. Jesus, Maria Jose! O bicho volta a pegar!

Essa semana um colega me orientou a ter cuidado com o que escrevo, pois o pessoal poderia não gostar e as coisas se complicariam para o meu lado. Será? Que pessoal é esse? Não me informaram.

Entretanto, como não temos receio da fúria desses que o nobre colega talvez conheça e como não somos de ficar em cima do muro, passamos a externar o nosso sentimento com o que está acontecendo no nosso futebol de mesa.

Já antecipamos os comentários de alguns dizendo que demorei a me posicionar, que me escondi etc e tal. Mas, nunca me escondi! Apenas respeitei as partes que estavam e estão defendendo o direito de representarem Pernambuco. Eles não me convidaram a opinar e não me caberia exercer o papel de intruso.

Colocaram-me num cargo de diretoria sem ao menos ser consultado. Não recusei, mostrando respeito por quem em mim confiou. Só que eu teria agido de forma diferente. Antes de divulgar nomes eu perguntaria se havia interesse do nomeado. Porém, consenti simplesmente no sentido de estar ajudando direta ou indiretamente na regularização do nosso futebol de mesa.

Ainda tentando fazer parte do processo, do qual fui prontamente excluído, cheguei a enviar vários e-mails para o nosso VICE-PRESIDENTE, no caso o Sr. Farah, e esse sempre me dizia que era caso de foro interno e que ele não podia resolver nada. Sábias palavras. Na verdade quem tem que resolver isso somos nós atletas, os verdadeiros prejudicados nessa briga toda.

Porém, apesar de ter dito isso aos que participavam da COPA PERNAMBUCO/2013, realizada em Caruaru no dia 03/03/2013, ninguém deu importância para o meu ponto de vista. Naquela ocasião falávamos que os Coordenadores de Clubes deveriam fazer essa consulta aos seus atletas e levar o resultado dessa pesquisa para quem de direito, no caso os candidatos ao comando de uma Federação.

O tempo passou, não fomos chamados a opinar e só sabíamos das coisas através de alguns e-mails destinados a outrem, dos quais éramos copiados. Sinal que o pessoal não nos queria incluídos no contexto. Atitude prontamente respeitada por nós outros. Só não aceitávamos as insinuações que estávamos escondidos ou em cima do muro.

Eis que chega o DIA D, dia em que a CBFM tomou a decisão e proclamou umas das federações que estavam tentando regularização com a reconhecida por aquele órgão. Resolvida a questão? Que nada! Agora é que a porca vai torcer o rabo!

A maioria dos clubes pernambucanos não aceita a Federação indicada pela CBFM. Seus coordenadores já tomaram a iniciativa de promover competições locais, sem dar importância para o fato de não poderem participar de eventos nacionais.

Restaram apenas dois clubes que se posicionaram pela filiação, porém inicialmente não vislumbramos como fazer competições internas, embora esses possam participar de campeonatos nacionais.

Isso é justo? Isso vale a pena? Não sabemos. Também não nos cabe mais entrar no mérito de uma questão da qual nunca fomos convidados a opinar. Cabe-nos simplesmente a pergunta:

E AGORA, JOSE? PARA ONDE?

  27/09/2018 - HELP PLEASE
  19/09/2018 - ASSIM É A VIDA...
  28/08/2018 - HOJE É DOMINGO...
  09/08/2018 - QUERO MEU ZEKACECH
  12/06/2018 - É MESMO????
  09/03/2018 - ETAPAS DO PE/2018
  22/01/2018 - Novidades
  20/09/2017 - RECORDAR É VIVER...
  31/08/2017 - EU BEM QUE FALEI
  07/07/2017 - MON DIEU!
  22/06/2017 - ISTO É BOM DEMAIS
  21/05/2017 - POR QUE NÃO?
  16/05/2017 - BOM, MAS CANSA
  10/03/2017 - ENFIM...
  13/02/2017 - VISÕES...
  12/02/2017 - COPA PE 2017