HOME HISTÓRIA NOTÍCIAS EVENTOS VÍDEOS WHAT'S UP? CALENDÁRIO RESULTADOS ENTREVISTAS HINO DO ZZ
 
BEL


Entrevistando nosso amigo Bel

 

O Alberto, carinhosamente conhecido por Bel, é o nosso entrevistado desse mês. Há muito que planejamos essa entrevista, porém só agora conseguimos concretizar esse objetivo. Todo nosso interesse é descobrir o que esse diretor da AABB pensa sobre o universo do futebol de mesa.

Desde a primeira vez que nos cumprimentamos, logo percebi que ali estava um grande colaborador do futebol de mesa e, quem sabe, um futuro campeão com o sagrado manto abebeano.

Não estava errado. O Alberto é um dos diretores do clube da avenida Amazonas e também compõe o elenco do time de futebol de mesa dessa agremiação, desempenhando com muito talento suas tarefas administrativas e batendo um bolão nas mesinhas verdes.

Iniciando essa nossa conversa, queríamos saber o porquê e pra quê jogar botão?

 Nosso amigo nos responde que tudo surgiu como uma opção de laser. Ele sempre encontrava uns vizinhos seus jogando botão quando estacionava o carro na garagem do prédio onde mora. Então foi se chegando e pegando gosto pelo futebol de mesa. Hoje, o que era um laser, se transformou em terapia; uma válvula de escape para o estresse do dia a dia. Desde os idos de 2015 que começou a participar de competições, fazendo sua estreia na COPA PERNAMBUCO daquele ano.

Bel também é daqueles que acham que o futebol de mesa é um esporte para se fazer amigos. Ele nos conta que não teve nenhuma grande decepção; suas alegrias são as amizades já conquistadas através do futemesa. Fazemos votos que tudo continue assim. É lógico que, por ser novo no meio futemesista, ainda não foi contaminado pelo vírus do egocentrismo tão peculiar ao esporte individual.

Apesar de seu pouco tempo de convivência, o Bel diz que já teve muitas alegrias. Entre estas estão as grandes amizades já conquistadas.

Procuramos saber do nosso entrevistado se ele se espelha em alguns jogadores e ele citou diversos, com destaque para o Éder Sérgio a quem considera como o mais completo dos que já viu jogar.

No início citamos que o Bel era um dos diretores da nossa querida AABB. Então procuramos sair um pouco do futebol de mesa e enveredar pelos caminhos administrativos desse tão tradicional clube. Desnecessário dizer que só ouvimos elogios a toda a DIRETORIA do clube da Av.Amazonas. Que assim continuem! Nós associados agradecemos. 

Houve um momento em que queríamos saber sua opinião sobre a pouca visibilidade do futebol de mesa. Mas, educadamente, nosso entrevistado não quis falar sobre esse assunto.

Ainda no campo investigativo, perguntamos se ele acha o futebol de mesa um esporte de elite e imediatamente recebemos um sonoro NÃO.

 

Bel considera que o investimento é muito pequeno para aqueles que pretendem jogar o futebol de mesa; também acha que os clubes facilitam a vida de seus atletas, porém cita a grande dificuldade de o atleta participar de competições fora de seu domicílio.

Quanto ao futebol de mesa praticado no nosso Estado, o nosso amigo dá nota 7, pois acha que os 3 que faltam para um 10 dependem de algumas conquistas: NOVOS PRATICANTES, ESPAÇO EM MÍDIAS, PATROCÍNIOS e principalmente ENVOLVIMENTO e COMPROMETIMENTO de todos.

Segundo suas opiniões, os requisitos acima mencionados, caso conquistados, vão nos proporcionar maior quantidade de vagas para participações em competições nacionais e consequentemente maiores chances de títulos para o nosso Pernambuco.

Falou, Bel! 

  16/12/2016 - BEL
  26/05/2015 - ENTREVISTA COM MARCELO UCHOA
  26/05/2015 - ENTREVISTA COM MARCELO UCHOA
  30/09/2013 - MATHEUS TINÉ
  05/05/2013 - ENTREVISTA COM FLÁVIO AFA
  30/08/2011 - RAFA MOREIRA
  19/05/2011 - HUMBERTO SECURÃO
  13/02/2011 - PP
  11/09/2010 - LUIZ CARLOS
  28/08/2010 - O ALAGOANO ROBERTO
  28/05/2010 - ÁLVARO PATRÍCIO
  22/05/2010 - AKILES CUSTÓDIO
  14/05/2010 - SÉRGIO ARAGÃO
  05/09/2010 - DIDI VASCAIANO
  02/05/2010 - O CAMPEÃO MARCELLUS
  19/04/2010 - MARCELO CARIOCA